Pa700 – O novo arranjador da Korg


Compartilhe!

Korg Pa700Profissional para profissionais exigentes e divertimento fácil e sofisticado para amantes de boa música, o novo arranjador da Korg traz estilos para todos os repertórios, timbres de qualidade superior, editor de estilos e sons, sequenciador, sons sample, MP3 player e tudo mais para ter todos os recursos de produção e performance musical em um único equipamento

 

Equipamento realmente fantástico com custo acessível para consumidor, pela quantidade e qualidade de recursos que possui, o Korg Pa700 oferece tem timbres com padrão de sintetizadores, pianos digitais, órgãos e workstations de alto nível, mais arranjador automático e sampler editáveis e expansíveis, que interagem com computadores e instrumentos externos. Isso tudo servido por um sistema poderoso de falantes e amplificação, mais controladores  como pedais, switches assinaláveis e joystick que expandem ao infinito as possibilidades de expressão musical.

Timbres do Korg Pa700

Graças aos excelentes programadores de estilos rítmicos, atualmente há no mercado teclados arranjadores com acompanhamentos automáticos realistas e versáteis. A linha PA da KORG, em especial, tem entregue esses recursos em teclados com processadores rápidos e eficientes  para que o som de uma banda seja executado por um único músico. Se os estilos são ótimos, os timbres podem ser o diferencial em teclados arranjadores modernos.

Com quatro vezes mais memória interna que seus antecessores, o KORG Pa700 vem com mais de 1.700 timbres internos em 128 vozes de polifonia (mecanismo de som Enhanced EDS-X, “Enhanced Definition Synthesis eXpanded”). Toda a biblioteca de timbres é topo de linha, mas alguns timbres e recursos chamam a atenção.

Os pianos acústicos são de alta qualidade, com dois pianos de concerto em estéreo com múltiplas camadas sampleadas (com ressonância de damper e corpo). Os pianos elétricos  Rhodes, Wurlitzer e FM Tines, provenientes do reconhecido KORG SV-1 Stage Piano, trazem muitas variações de modelos, dinâmicas e efeitos. Além de amostras de vários tipos de órgãos, o recurso Drawbars disponibiliza os nove controles na tela TouchView para serem manipulados em tempo real. Sofisticações como ruídos de contato das teclas, vazamento de tonewheels etc, só presentes nos melhores clonewheels, também estão presentes. A simulação de rotary speaker, que dá textura ao órgão, é muito competente: sentimos o ronco rouco da Leslie com um realismo absurdo.

O requinte “key off” nos timbres de cravos, harpsichords e violões: tire os dedos das teclas, com o pedal de sustain liberado, e ouça a maravilhosa sensação daquele resto de som que fica quando os dedos soltam as cordas dos violões ou as pinças liberam as cordas de cravos e harpsichords. É preciso dizer que as teclas do Pa700 não possuem peso, nem são sólidas, mas a interação delas com os timbres é bem agradável, em especial com timbres de instrumentos teclas.

Outro recurso delicioso é o exclusivo sistema DNC (Defined Nuance Control) da KORG, que pode ser disparado pelos três switches endereçáveis e o joystick de quatro posições. Ele reproduz nuanças de instrumentos acústicos, criando performances de expressão em tempo real. São pequenas e rápidas frases de passagem, as mesmas usadas pelos instrumentistas mais experientes e talentosos. Na harmônica, no sax e no violino, esse recurso me encantou especialmente.

O músico pode editar e alterar os timbres de acordo com suas preferências pessoais e registrar os novos programas em 512 memórias de usuário para timbres mais 256 memórias de usuário para Drum Kits.

 

Quer conhecer todos os detalhes do Korg Pa700? 

Acesse gratuitamente a edição 44 da revista digital Teclas & Afins e leia a análise completa de José Osório de Souza!

Para acessar, faça login ou se cadastre gratuitamente!

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório