Selo Sesc apresenta Hercules Gomes


Compartilhe!

Hercules Gomes mantém vivo o choro dedilhado de Tia Amélia em álbum lançado pelo Selo Sesc


Ao trabalharem juntos, no início do século XX, o pianista e mestre do maxixe Ernesto Nazareth fez um pedido especial à musicista Amélia Brandão Nery: “Quando eu morrer, você continue no choro, não deixe o choro morrer”. Ernesto faleceu em 1934; Tia Amélia em 1983. Quase 40 anos depois de a menestrel de Jaboatão (PE) partir, a celebração das notas musicais segue vicejante no dedilhar de Hercules Gomes, no álbum Tia Amélia Para Sempre, disponível nas plataformas digitais a partir de 6 de janeiro.

Tia AMélia Pra Sempre - Hercules Gomes - Teclas E Afins

Ao lado do Selo Sesc, na missão de resgatar o gênero de música popular instrumental brasileira, Hercules apresenta o show de lançamento do disco, no dia 13 de janeiro, às 19 horas, no Teatro Anchieta do Sesc Consolação. A iniciativa faz parte do projeto Instrumental Sesc Brasil, o qual há 30 anos aproxima o público de artistas novos e consagrados das mais diversas vertentes sonoras. Entre partituras e arranjos, o capixaba fez um intenso trabalho de pesquisa sobre a história da estrela pianística, a qual nasceu em Jaboatão (PE), em 1897. “Ter saído do interior de Pernambuco e conquistado o Brasil e o mundo é um fato que chama a atenção, no caso, de uma pianista, compositora e mulher, que viveu a virada do século XIX para o século XX”, conta o músico.

Em uma época, cujas mulheres eram privadas de se relacionarem com a arte, Tia Amélia precisou viver a música dentro dela. Tanto o pai quanto o marido a proibiram de seguir carreira. Já viúva e com quatro para criar, precisou se desfazer do piano para sustentar a família. Foi só a partir da década de 30, após um recital de caridade, que tudo mudou. Voltou a tocar, ganhou os direitos autorais de composições criadas por ela, viajou a lugares imagináveis, foi contratada por rádios e programas de TV, apresentou-se ao lado da filha e cantora Silene de Andrade, jantou com Greta Garbo e Shirley Temple, foi amiga de Roberto Carlos e gravou discos sem perder a virtuosidade como solista.

Apreciador das obras de Hercules Gomes, o diretor do Instituto Piano Brasileiro (IPB), Alexandre Dias, ressalta a intensa riqueza rítmica impressa no trabalho do músico. “Seu som me faz lembrar os grandes ‘pianeiros’ do passado, como Tia Amélia, Maestro Gaó, Nonô, Carolina Cardoso de Menezes e, mais recentemente, Laércio de Freitas. Seus dedos esticados sempre me lembraram os de Vladimir Horowitz, somando-se uma técnica de pulso solto, que depois compreendi vir de seus anos de estudo com Silvio Baroni, discípulo de Pietro Maranca”.

Com uma mão esquerda em moto-contínua, as 14 faixas do Tia Amélia Para Sempre dividem-se em Piano Solo, Piano e Regional do Choro, Piano e Banda. As canções reverenciam o choro, os saltos, as sextas, as linhas de baixo e transformam o piano em uma verdadeira orquestra musical.  


Hercules Gomes

Considerado um dos mais representativos pianistas brasileiros da atualidade, Hercules Gomes se destaca por habilidades técnicas, escolha de um expressivo repertório e pelas fortes influências de ritmos brasileiros, jazz e da música erudita.

Natural de Vitória (ES) e radicado em São Paulo, Hercules é bacharel em música pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Já se apresentou em alguns dos mais importantes festivais de música do Brasil e do exterior, como: o Festival Piano, Piano (Buenos Aires, Argentina); o Festival Internacional Jazz Plaza (Havana, Cuba); o Brazilian Music Institute (Miami, EUA), o Festival de Inverno de Campos do Jordão (São Paulo, Brasil), e o Savassi Festival (Belo Horizonte, Brasil). No Brasil foi vencedor do 11º Prêmio Nabor Pires de Camargo e do I Prêmio MIMO Instrumental. Em 2015, participou do projeto Gravação dos Concertos Cariocas de Radamés Gnattali, no qual foi solista do Concerto Carioca No.2 com a Orquestra Sinfônica de Campinas.

Concerto que o notabilizou a ser convidado como solista na Jerusalem Symphony Orchestra, na Orquestra Filarmônica de Montevideo e OSUSP. Em 2013, venceu o edital do Proac e lançou o primeiro trabalho solo intitulado Pianismo, com composições próprias e arranjos que trazem fotografias panorâmicas do piano brasileiro. Em 2018, lançou o álbum No tempo da Chiquinha, em comemoração aos 170 anos da pianista e compositora Chiquinha Gonzaga. Em 2020, lança Tia Amélia Para Sempre (Selo Sesc).

Amélia Brandão Nery viveu de 1897 a 1983. Durante as quase nove décadas de vida, ela teve uma carreira tardia como pianista. Embora tenha começado a tocar de ouvido, aos quatro anos de idade, foi só depois dos 30 que pode levar as notas musicais a percorrer o Brasil e o mundo. Trabalhou em emissoras de rádio; tocou ao lado de Ernesto Nazareth; representou o Brasil em outros países, a pedido do então presidente Getulio Vargas; morou em Nova York e Nova Orleans; participou de programas de TV; e chegou a parar de tocar em 1937. Incentivada por Carmélia Alves e Ary Barroso, retornou aos palcos em 1954. O popular apelido ‘Tia Amélia’ foi dado pelo cantor e amigo Roberto Carlos, o qual a homenageou com a canção ‘Minha Tia’, em 1976. Lançou os discos: Velhas Estampas (Odeon, 1959), Valência/Revoltado (Odeon, 1959), As Músicas da Vovó no Piano da Titia (Odeon, 1960), Cuíca no Choro/Bom Dia Radamés Gnattali (RCA Victor, 1960) e A Benção, Tia Amélia (Marcus Pereira Discos, 1980 – relançado em CD, em 1985).


Serviço

Selo Sesc apresenta Hercules Gomes
Show de lançamento do álbum Tia Amélia Para Sempre
Instrumental Sesc Brasil
Dia 13 de janeiro, às 19h
Local: Teatro Anchieta – Sesc Consolação
Endereço: Rua Dr. Vila Nova, 245 – Vila Buarque, São Paulo/SP – CEP: 01222-020
Duração: 90 minutos
Capacidade: 280 lugares
Ingressos: Grátis
Retirada de ingressos com 1h de antecedência na Bilheteria do Teatro (1 por
pessoa)
Classificação: 12 anos
Selo Sesc nas redes
sescsp.org.br/selosesc
facebook.com/selosesc
twitter.com/selosesc
youtube.com/selosesc
sescsp.org.br/zumbido


Para saber mais sobre todos os instrumentos de teclas e ficar por dentro de todas as novidades do mundo da música, acesse a revista digital gratuita Teclas & Afins, clicando aqui!

Para acessar, faça login ou se cadastre gratuitamente!

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório