Testamos o KAWAI ES920


Compartilhe!

A Kawai lançou recentemente seu novo piano digital portátil, o ES920, em substituição ao popular ES8 – topo de linha em sua categoria, constantemente esgotado por conta da alta demanda, situação agravada em 2020 por causa da pandemia do COVID-19. O desafio da empresa era oferecer um instrumento ainda melhor que seu antecessor e, se possível, por preço similar. A solução foi dotar o ES920 das mesmas características que fizeram do ES8 um sucesso de vendas – mecanismo de teclas, timbres de piano e sistema de pedais – e aprimorar os recursos disponíveis, dotando-o de funções solicitadas pelos usuários e tornando-o uma versão turbinada de seu antecessor


Design

O ES920 apresenta design exterior com bordas suavemente arredondadas e linhas limpas complementam a superfície plana e organizada do painel, dando a ele um aspecto de simplicidade e objetividade. Os botões embutidos estão distribuídos por categorias por sobre o painel e atuam com um pequeno clique. O display OLED de 128 por 64 pixels é suficiente para a visualização de timbres, ritmos e parâmetros de ajuste, sem o acúmulo de informações tão comum em outros modelos.

O modelo pesa apenas 17 kg – quase 6 quilos a menos que seu antecessor, por conta do gabinete em plástico – e mede apenas 37,5 cm de profundidade e 14,5 cm de altura, o que faz dele uma ótima opção para quem precisa deslocá-lo para apresentações. O suporte para partituras é em plexiglass, diferentemente do modelo anterior – de metal e aberto -, posicionado acima do topo do piano e inclinado.

O painel possui duas áreas distintas. A área superior possui controles deslizantes, a tela OLED, os botões de controle do menu para navegação etc. Abaixo dessa área, logo acima do teclado, estão os principais botões de função do piano que controlam praticamente todos os recursos e funções. A separação em dois níveis, um acima do outro, condensa os botões e controles deslizantes em uma largura um pouco menor e torna mais fácil vê-los e acessá-los.

O conjunto de conexões está centralizado no painel traseiro, com exceção das duas saídas para fones de ouvido, situadas na parte frontal do instrumento, à esquerda das teclas. Além de facilitar o acesso, a Kawai trouxe uma solução inovadora e inteligente: um conector padrão de 1/4” (P10) e um mini conector de fone de ouvido de 1/8” (P2), eliminando a necessidade de adaptadores para conexão de diferentes tipos de fones de ouvido.

Ação das teclas

O ES920 possui o sistema Responsive Hammer III que recria o toque de um piano de cauda acústico, com movimento realista e design rígido e sem molas. O sistema de detecção de martelo com sensor triplo aumenta a capacidade de resposta e a precisão, enquanto os reforços estruturais em toda a montagem ajudam a minimizar o ruído e a oscilação das teclas. O peso do teclado é graduado para imitar os martelos graves mais pesados e os martelos agudos mais leves de um piano acústico, ao passo que a simulação do let-off recria a sutil sensação de ‘escape’ – um pequeno”degrau” antes de a tecla atingir o fundo – sentida ao tocar suavemente as teclas de um piano de cauda. Além dos martelos, o teclado também possui contrapesos embutidos em cada tecla preta ou branca, que ajudam a equilibrar o toque do teclado durante as passagens do pianíssimo, ao mesmo tempo que adicionam uma sensação de maior resistência ao tocar com força.

A resposta rápida e confortável de todo o mecanismo apresenta ótima ação tanto nos fortíssimos mais agressivos quanto nos pianíssimos mais sutis. Com resistência na medida ideal para uma performance precisa, a resposta das teclas se assemelha a dos pianos não tão “duros”, o que permite performance ou estudo durante longos períodos sem esforço extra ou cansaço. Com certeza, é a melhor resposta em um piano digital dessa categoria. Além disso, as teclas brancas trazem o revestimento Ivory Touch, exclusivo da Kawai, que – afora a sensação “natural” de toque proporcionada pela textura sedosa mas não escorregadia – absorve a transpiração e a oleosidade da ponta dos dedos.

Sons de piano

O ES920 traz tecnologia de som Harmonic Imaging XL com amostragem de 88 teclas, sons dos pianos Shigeru Kawai SK-EX e SK-5 e Kawai E, e polifonia máxima de 256 notas. O modelo oferece 10 diferentes sons de piano, entre pianos de cauda e verticais – como Jazz Grand, Warm Grand, Pop Grand e Upright Piano, entre outros – com impressionante qualidade em alta definição, todos com resposta dinâmica suave e uniforme.

Diferentemente de outros modelos existentes no mercado, o som não é “artificial” ou “sintetizado”, mas natural, encorpado e com “presença”. Ao tocá-lo, não se tem a impressão de se estar reproduzindo uma amostra, mas produzindo o som como em um piano acústico, apesar das limitações óbvias por se tratar de um instrumento portátil, com alto-falantes embutidos. A fidelidade é um dos pontos altos dos timbres do instrumento, rivalizando com modelos bem menos acessíveis, em todas as faixas de dinâmica. (Continua na edição 83 de Teclas & Afins)



Para ler todo o review de Nilton Corazza e conhecer mais do Kawai ES920, acesse a edição 83 da revista digital gratuita Teclas & Afins, clicando aqui!


Músico e jornalista, graduado pela Faculdade São Judas Tadeu e pós-graduado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Foi aluno de Lina Pires de Campos, Maria José Carrasqueira, Terão Chebl e Wilson Curia e concluiu cursos com Homero Magalhães, George Hadjkinos (Inglaterra) e Martine Barret (França). Durante muitos anos dedicou-se ao ensino e ao aperfeiçoamento de professores de música. É proprietário da Markonsult Comunicação Integrada e Coordenador Pedagógico do Atelier de La Musique, em São Paulo, além de Publisher de Teclas & Afins.
redacao@teclaseafins.com.br


Para saber mais sobre todos os instrumentos de teclas e ficar por dentro de todas as novidades do mundo da música, acesse a revista digital gratuita Teclas & Afins, clicando aqui!

Para acessar, faça login ou se cadastre gratuitamente!

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório