Tipos e funções dos teclados


Compartilhe!

Os teclados existentes no mercado se dividem em grupos com funções muito peculiares. E saber para que servem é o primeiro passo para fazer bom uso deles!


Mas para que tantos botões em um teclado? Vou usar todas as funções que estão no painel? Para que servem esses nomes estranhos? Se você já é tecladista, provavelmente tem as respostas dessas perguntas. Mas, caso você esteja iniciando, vamos abordar aqui muitos diferentes aspectos!

Nada está ali por acaso. Tudo foi pensado para, de alguma forma, auxiliar os tecladistas do mundo todo em suas mais diferentes necessidades e, também, para novas formas de recriar música sob outras óticas. Os teclados existentes no mercado se dividem em grupos com funções muito peculiares:


Arranjadores

arranjador Korg

Os teclados “arranjadores” se destacam pela capacidade de reproduzir os mais variados ritmos e acompanhamentos para “a banda de um homem só”, formato em que, geralmente, os tecladistas tocam sozinhos.


Sintetizadores

Os “sintetizadores” são usados para a criação de sons e timbres.


Controladores

Os “controladores” são projetados para controlar programas e synths virtuais. A grande maioria não possui sons internos, mas é provida de muitos botões endereçáveis, assim como de pads e sliders.


Workstations

Os “workstations” são supermáquinas! Além de ter um banco de sons geralmente grande, podem oferecer síntese, superfícies de controle, modos “Piano” e “Órgão” e uma infinidade de outras ferramentas, sendo a principal delas o “sequenciador”.

workstation

Chegamos ao ponto! Com um teclado workstation, é possível produzir praticamente um disco inteiro. Existem modelos que possuem entradas de áudio de linha e, por vezes, de microfone, para captação de guitarras, baixos, vozes ou o que o músico desejar. Os workstations ainda possuem uma gama de efeitos para serem usados tanto na mixagem como na produção de timbres. A produção de timbres, aliás, é bem explorada nesses teclados, pois é possível alterar praticamente qualquer parâmetro das amostras sonoras existentes nele. Outra função que possuem é a de sampleamento, ou seja, é possível capturar ou ler arquivos de áudio e direcioná-los às teclas desejadas, criando timbres e novas texturas.

Além desses, ainda há pianos digitais, órgãos, instrumentos eletromecânicos e modelos vintage. E, atualmente, ainda temos os iPads e os celulares touchscreen que estão dando o que falar na produção musical.


Teclas & Afins 61 - André Mehmari

Para saber mais sobre todos os instrumentos de teclas e ficar por dentro de todas as novidades do mundo da música, acesse a revista digital gratuita Teclas & Afins, clicando aqui!

Para acessar, faça login ou se cadastre gratuitamente!

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório