A história do boogie-woogie


Compartilhe!

 Estilo de blues caracterizado pelo uso sincopado da mão esquerda ao piano, o boogie-woogie é reconhecido, principalmente, pelo ritmo muito animado e eficiente

 

Boogie-woogie é o nome de uma dança e também de uma subcategoria do jazz, com ritmo muito característico, geralmente tocado ao piano. Como estilo musical, originou-se no final do século 19 nos Estados Unidos, mais precisamente nos Estados da Louisiana e do Texas. Os lenhadores, que pertenciam em sua maioria à comunidade negra, costumavam entreter-se cantando e dançando em seus acampamentos após o horário de trabalho.

Os músicos que os acompanhavam ao piano, viajavam de trem de um acampamento para outro. Muitas vezes, eles tocavam piano nos trens enquanto viajavam e o ruído dos eixos do vagão (bogie) nos trilhos em cada junção produzia um som e um ritmo que, às vezes, atrapalhavam a música. Mas,  em vez de serem desencorajados por esse ritmo, os pianistas decidiram brincar com essa interferência externa. A partir deste “ta-tá … ta-tá …”, o ritmo produzido pelos “bogies”, nasceu o nome “bogie-woogie” que evoluiu rapidamente para o boogie-woogie.

O boogie-woogie percorreu o Texas e se disseminou pelo sul dos Estados Unidos, ao mesmo tempo em que desenvolveu especificidades regionais. O estilo de Nova Orleans, por exemplo, é chamado de “mão esquerda” (left hand), por causa do estilo mais focado na mão esquerda. Pinetop Smith, um especialista do estilo, fez o nome “Boogie Woogie” popular quando deu esse nome a um famoso piano solo que gravou em 1928, “Pinetop’s Boogie Woogie”.


 

Mas foi somente no final dos anos 30 que o boogie-woogie ganhou reputação de excelência entre o público em geral. O primeiro concerto, “From  pirituals to Swing”, foi organizado no Carnegie Hall em Nova York. Era possível ouvir boogie-woogie em todos os lugares, o estilo era comentado na imprensa e ouvido no rádio e em muitas gravações. O público branco assim o descobriu. A partir desse período, o boogie-woogie foi muito comercializado e numerosas bandas de jazz incluíram o estilo em seu repertório.

O governo americano patrocinou o estilo durante a Segunda Guerra Mundial para manter alta a moral  das tropas. Com a guerra, a cultura americana se desenvolveu na Europa, onde jovens descobriram o boogie-woogie assim como o jazz e o bebop.

 

Quer saber mais sobre o boogie-woogie e acessar a partitura para aprender a tocar o estilo?

Acesse gratuitamente a edição 39 da revista digital Teclas & Afins e leia a matéria de Mauricio Pedrosa!

 

Para acessar, faça login ou se cadastre gratuitamente!

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório